5 marcas que se tornaram termos genéricos e de uso comum

Fachada Xerox

Será que todo mundo sabe que XEROX é o nome de uma empresa? Sério, o que para alguns pode parecer um absurdo, para outros, isso está bem longe de cogitação. Na postagem de hoje vamos listar cinco marcas que se tornaram termos genéricos no mercado e analisar se isso é bom ou ruim para o marketing da empresa.

01 – XEROX

Xerox

Como questionei no início, será que todo mundo sabe que XEROX é o nome de uma empresa? Eu duvido muito, o termo se tornou tão comum que é difícil andar em uma rua movimentada, com comércios, e não ver uma plaquinha, escrita algo do tipo: “Tiramos Xerox”.

02 – GILLETE

Gillete

Quem nunca pensou em Gillete e levou para casa outra marca de aparelho de barbear?

03 – ISOPOR

imagem: knauf
imagem: knauf

Esse merece até um desconto, poliestireno não é bem um nome fácil de lembrar e pronunciar, não é mesmo? E se trata de um plástico 100% reciclável

04 – LYCRA

Lycra

Fibra têxtil a base de Elastano. Qual mulher nunca perguntou se determinada roupa tem Lycra?

05 – Band-Aid

Band-Aid

Outro nome muito comum de ouvir nas farmácias. Os concorrentes agradecem

Mas afinal,ter uma marca genérica é bom ou ruim?

Antes de responder essa pergunta, vale a pena ver o conceito de marca na lei de propriedade industrial:

 Art. 123. Para os efeitos desta Lei, considera-se:

I – marca de produto ou serviço: aquela usada para distinguir produto ou serviço de outro idêntico, semelhante ou afim, de origem diversa;

O termo genérico pode confundir os consumidores, fazendo com que a marca perca essa distinção diante de outros produtos e serviços similares, e isso não é nada bom. Por mais que a empresa seja bem conhecida, boa parte dessa fama poderá ser distribuída entre os concorrentes.

Existe uma solução para amenizar o lado ruim?

Sim, existem soluções para amenizar esse risco e a marca Gillete é um ótimo exemplo. Eles conseguiram se diferenciar dos seus concorrentes entregando um produto diferenciado no mercado, resultado de grandes investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento. Seus produtos são ofertados por um preço bem mais elevado e se tornou, também, sinônimo de qualidade no setor. Sendo assim, acredito que essa solução está mais voltada para as estratégias de diferenciação.

 

E você, lembrou de alguma marca que se tornou um termo genérico? Faça seu comentário e ajude-nos a enriquecer essa discussão.

Publicitário, entusiasta por mídias sociais, propriedade intelectual e branding.